sábado, 13 de março de 2010

Benjamin e a moleira



Eu adoro o livro "A maldição da moleira", da Índigo; é destes livros que você não quer parar de ler e que te fazem chorar de tanto rir. Nele o recém-nascido Heitor tem sua consciência despertada quando sua avó, sem querer aperta sua moleira. O bebê passa então a sacar o mundo com muita ironia e sagacidade. Bem, eu sei que as avós do meu Benjamin são mega cuidadosas e que ninguém apertou sua moleira, mas às vezes ele faz umas caras que me levam a desconfiar de sua "bebezice", tamanha a introspecção que aparenta.

5 comentários:

  1. Déia
    Tenho curtido muito ler-te... Que caras são estas deste pequenino??? Estou ansiosa para vê-lo mais de perto. Manda por favor para o meu email o numero do seu apartamento? andressamattos@ufpr.br

    Beijão,
    Dessa.

    ResponderExcluir
  2. Pois não parece que está pensando nas grandes questões da existência?
    Bjo

    ResponderExcluir
  3. hahaha, só vendo suas carinhas mesmo pra saber :) haha

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. estou convicta de que o Benjamin é um representante do clã da Maldição da Moleira da Índigo. já o avistei escrevendo cartas para a mamãe, amando as estantes repletas de lombadas e entendendo tudo de caras e bocas. de hoje em diante tomarei mais cuidado com as palvras que direi em sua presença. isso se eu conseguir me conter diante dessa figurinha!

    ResponderExcluir