segunda-feira, 28 de março de 2011

"A volta dos que não foram" ou Uma pilha de livros e uma xícara de chá fazem de qualquer lugar um lar.


Depois de uma retirada fajuta, volto...Fajuta porque descobri que não fico sem internet e que o craft é minha meditação ativa.
Nestes dias de "mini-retiro" me deparei com a máxima "Errar é humano, bordar é divino" no blog Sublime Stitching , e isso só aumentou minha vontade de aprender a bordar. Tenho tentado aprender através de tutoriais em vídeo na internet, mas acho que uma aula presencial com uma boa professora (como mostra a querida Vivi Basile) seria muito melhor.Mas, na falta de oportunidade sigo tentando sozinha , ainda que com problemas, pois odeio adiar sonhos.
Meu primeiro trabalho, cheio de humanidade -leia-se "erros"- fiz para a Carol Marach, uma historiadora queridíssima que conheci recentemente e por quem senti uma afinidade imediata. Usei pontos simples que nem sei nomear e pintei detalhes da xícara com giz de cera, como vi no Bananacraft.
A idéia foi uma somatória de referências: o desenho do coelho na xícara é da Delphine Doreau e veio daqui,através de uma sugestão da Maria João, do blog Peixinhos no Sotão. Inclui uns livros, para dar mais sentido, mas atenção: Não tentem fazer isso em casa! Apoiar a xícara na capa de um livro é sacrilégio!

A frase é uma tradução livre que fiz a partir de um post da linda Casa de retalhos da Catarina Regina.
Completei o presente com um marca páginas e um estojo (estes sim bem feitinhos :).
Quem sabe no aniversário dela no ano que vem eu já possa entregar um quadrinho todo perfeitinho.

PS> : desculpem o mau humor do post passado e obrigada pelo "apoio moral" dos recados carinhosos! A vida vale a pena :)

9 comentários:

  1. Que bom que vc repensou e voltou.
    Adoro ver suas artes e principalmente as historias que vem junto com elas.
    Também adoro bordar e aprendi tudo sozinha. Esse mundo do bordado eh infinito, quando penso que ja vi tudo, vem um novo(antigo) bordado que eu nunca tinha ouvido falar e aquela vontade louca de tentar, so por tentar, fazer igual
    Bjus

    ResponderExcluir
  2. Menina, pois se vc não tivesse anunciado eu nem suspeitaria... lol Acho que por que o bordado, assim como o amor, quanto mais se divide, se parte, se compartilha, mais aumenta. Achei a idéia sensacional, única, especial. Tocou meu coração. (Para tudo o mais sempre se pode usar o cartão, não é mesmo? Mas não tem a mesma graça...). Parabéns, continue firme. Bjs, bjs!

    ResponderExcluir
  3. Mas que presentão, hein? Amei a frase e o desenho. Legal pq vc entrega nesse período de páscoa, mas é um presente para o ano todo!

    E esses livros todos bordados e o chá são muito a sua cara. Será que um dia a gente consegue marcar um encontro numa livraria? Eu iria adorar!

    Beijo da Vivi

    ResponderExcluir
  4. olá!
    Dê uma olhada lá nos meus vídeos e tutoriais... tudo bem explicadinho, com passo-a-passo, pensando com carinho em quem quer aderir à arte do bordado!
    Beijos e vá lá!
    www.flickr.com/bordadosdaana

    ResponderExcluir
  5. ficou um amor! muito cute
    se inscreva no sorteio quee sta rolando lá no meu blog, casadadani.blogspot.com
    ficarei feliz com sua participação.
    bj no coração

    ResponderExcluir
  6. Ana Prenda, fui lá conferir e me animei com sua produção. Simone, que gentileza a sua, vou continuar sim e tive uma idéia de um quadrinho para você! Vivi que lindo seu encontro com a Ma Cola! Vamos um dia nos encontrar sim, e na livraria seria demais! Ana Vergara, você é a profe que eu sempre sonhei!! Dai, vou passar lá, viu? Beijo pra todo mundo!!

    ResponderExcluir
  7. Quero ver mais bordados heim!
    Obrigada pela visita e pelo incentivo ao concurso Bananacraft, já mandei a minha foto, quem sabe vc me dá sorte
    Bju

    ResponderExcluir
  8. Bom dia! Finalmente vim aqui conferir seu bordado, e fiquei muito feliz que uma de minhas postagens inspirou você de certa maneira.
    Seu bordado é muito bonito, difícil de acreditar que é o primeiro. Acho que você deve ser uma bordadeira nata. Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Adorei poder ter contribuído de algum jeito para o seu primeiro bordado, Déia. Você vai ver, depois que a gente começa não quer parar mais! É uma delícia!!!
    Beijos,
    Dani

    ResponderExcluir