domingo, 9 de outubro de 2011

Enfim, no que deu o bazar?


No post anterior dividi com vocês o gostinho amargo de ir com suas coisas para uma feira/bazar e voltar com todas elas, sem ter vendido nada...o que me afligiu mais foi o medo de não conseguir um retorno nem para pagar as despesas do Bazar (inscrição, táxis, despesa com a máquina do Visa).
Mas, como algumas de vocês sabiamente me avisaram, os dias seguintes foram bem melhores e o saldo final foi até bem positivo! Vou lembrar da lição: no próximo Bazar ou feira vou com o espírito menos aflito e tentarei me divertir desde o primeiro dia, sem me encanar demais com o retorno financeiro, porque ele vem - devagarzinho e aos poucos, mas vem. Escrevo isso cantarolando a música do Walter Franco: "tudo é uma questão de manter a mente aberta, a espinha ereta e o coração tranquilo.":)
Eu havia convidado, no instinto, uma moça muito talentosa que conheci em um outro bazar para dividir a barraca comigo e posso dizer que ela foi uma grande bola dentro que dei. Mi Asanome do blog Tudo de Papel além de fazer coisas lindas em papel é uma parceira de trabalho irretocável: responsável, correta, gentil e alto astral, destas que não fazem corpo mole e não te deixam desanimar,precisa de mais?
Bem, só para finalizar umas fotos da nossa barraca, da minha cabeça de Alce que acabou no manequim do brechô que era nosso vizinho e de uma menina linda que posou com um de meus estojos só por diversão, para ilustrar a máxima "a gente ganha pouco mas se diverte"! E se divertir trabalhando é bom, não é mesmo? Boa semana gente!



13 comentários:

  1. Valeu a experiência, sempre se aprende algo novo!
    Lhe desejo uma ótima semana!
    Nely

    ResponderExcluir
  2. aiii, essa capinha para maça eu acho super linda!!!
    Beijosss Lola
    http://antonellaesuaboneca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Estava louca de curiosidade para ver as fotos do bazar! Adorei! Achei que elas mostraram um pouco da diversão que você mencionou... Parabéns! Quanto à Miriam, visitando o blog dela a gente vê que tinha realmente muito a ver, ótima sacada! Bjs, querida! Linda semana!

    ResponderExcluir
  4. Que bom Deia que tudo acabou bem. Fiquei aflita junto com vc. Mas agora estou feliz Bjus

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, Déia, eu sabia! Vc é alto astral demais para esmorecer!
    Beijos
    Helena

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Faço a primeira visita - dica do Bananacraft não se desperdiça!E gostei demais dos seus trabalhos(a Maria antonieta,então,a-me-i!) e estou boba:carreira acadêmica,família e artesanato?Como consegue?!?!Parabéns!
    Anos atrás na escola em que trabalhava teve uma feira de talentos e ajudei uma amiga que borda toalhas e que naquele dia também não vendeu nada.Ficou super frustrada,mas depois,começou a receber encomendas e não parou mais.Tudo tem seu tempo,
    Boa sorte e continue,bjs
    Eliana

    ResponderExcluir
  7. é Déia,quando a gente esta feliz, parece que tudo ao redor também esta, os rabugentos saem de perto e conosco ficam só as alegrias...Parabéns, sabia que tantas coisas lindas não iam ficar apenas apenas em cima da mesa, hehe.

    Beijocas, um excelente dia pra você.


    ps: que fofo o Benjaminnnn, oinnn

    ResponderExcluir
  8. Nada como um dia atrás do outro. Já ajudei uma amiga em bazares aqui, e é assim mesmo. As vezes a venda é franca, mas no outro surpreende e quase tudo é vendido. Mas eu entendo sua frustração. Quando a gente põe amor e dedicação em criar alguma coisa, a gente está, de certa maneira, se expondo. E dói um pouco quando não tem reconhecimento. Acho q a gente deveria se focalizar no prazer de criar alguma coisa, se vier reconhecimento, melhor ainda.

    ps.: Déia, estou promovendo um sorteio com uma mandala do atelier Bangalô Brasil. Gostaria de participar? :)

    ResponderExcluir
  9. Que jóia! Falei que ia dar certo!!! E eu nem sabia que tinha alugado a máquina de passar cartão, né? Tentei te consolar falando que dia seguinte as pessoas voltariam com dinheiro no bolso e isso deve ter te deixado pior ainda..rsrsrs
    Mas ainda bem que deu tudo certo, acho que uma venda assim é mais gostosa ainda, é como sair com o carinha e ele ligar no dia seguinte ,né? rsrsrs faz a gente percebr que a pessoa não comprou por impulso, mas que olhou, dormiu pensando naquilo e voltou pra buscar porque realmente curtiu, ou então gostou tanto que chamou mais gente pra voltar no dia seguinte e comprar, né? Daí no próximo já sabe o que sai mais, se bem que que as peças estavam bem variadas e a gente nunca sabe o tipo de público, o que não vende hoje pode esgotar amanhã.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  10. oi, andréia!
    fiquei emocionada de novo ao ver este post! muitíssimo obrigada por tudo, principalmente pelo carinho com que você me recebeu! sempre com um sorriso no rosto, braços abertos e uma vontade enorme de trabalhar e de fazer tudo bem direitinho! do jeito que eu gosto!
    espero de coração que esta seja a nossa primeira parceria de muitas outras que virão! adorei trabalhar com você e te admiro muito por ser esta arteira de mão cheia, além de mãe, professora e doutoranda dedicada!
    mais uma vez, obrigada por tudo! foi uma honra estar na sua companhia!
    bjocas e bom restinho de semana,
    mi

    ResponderExcluir
  11. ah, sim. mil desculpas por não ter passado por aqui antes, mas os dias andam curtos!

    mas vamos que vamos! : )

    ResponderExcluir