quinta-feira, 23 de julho de 2015

Cartas, livros, clipes e amizades.


A postagem de hoje poderia se chamar "Minhas Férias" como as redações clássicas da infância. Será basicamente sobre as coisas em que coloquei atenção neste pequeno intervalo nas aulas. 

Não estou exatamente de férias pois como sou professora substituta preciso de mil e um freelas para poder me virar e abracei alguns projetos que me ocuparam bastante em julho, mas sem as aulas e com o filhote em casa precisei desacelerar e pude fazer algumas coisas que vinha adiando.

A Primeira foi responder algumas cartas. Tenho alguns poucos "pen-friends" com quem mantenho correspondência quase regular, mas aproveitei para escrever também para pessoas a quem eu queria mandar um recado diferente para agradecer ou parabenizar. 


A alegria de escrever cartas ficou ainda maior quando encontrei na Livraria Cultura este adorável livro "Snail Mail" de Michelle Mackintosh, nele a autora recupera a ideia da carta como um objeto de afeto que não pode se perder e traz citações, dicas para cartas em diferentes circunstâncias e um monte de ideias de crafts para deixar as cartas mais pessoais, carinhosas e bonitas.




Nem preciso dizer que com a ajuda do livro eu pirei nas cartinhas!



Reaprendi a secar flores...
Andei pela rua catando brincos-de-
princesa para prensar entre os livros...

Desenterrei minhas tranqueiras de papelaria...
Costurei papel na máquina para fazer pautas...

E tentei dar às cartas a aparência que complementasse o seu conteúdo:



Para a amiga que temporariamente precisou abandonar seu jardim para ajudar a filha em outra cidade uma carta com tema de plantas e Dalai Lama .



Para a amiga que correu atrás de um sonho e decidiu virar confeiteira uma carta cujo envelope fiz com uma receita e que no conteúdo tem toalhinhas de papel e confeitos, enviados numa caixa de aveia.


Ainda estou escrevendo e a ideia é ir aos pouquinhos mandando um recado pessoal que reflita tanto a minha forma de ser como a da destinatária. Isso é a beleza. E a carta na verdade não precisa de fricotes, a simples alegria de encontrar na caixa do correio um envelope escrito a mão com umas linhas pessoais dentro  basta para que um pouquinho de nossa humanidade seja reacordada. 

E por falar em amizade hoje dei um pulinho em um sebo para trocar umas revistas de artesanato por gibis para o Benjamin e acabei por ter uma grata surpresa por dez reais: um livro sobre costura e amizade entre mulheres totalmente ilustrado com fotos de quilts do  American Museum of Quilts & Textiles of SanJose, Californa.


A sobrecapa linda e abaixo um envelope que fiz com propaganda de um livro sobre armarinhos...

Me doeu a dedicatória em letra caprichada: "For my friend Deborah, Merry Christmas'98". O que terá acontecido com esta amizade para que eu hoje encontrasse este livro perdido aqui em Curitiba? Vou imaginar uma história com muitas nuances e uma reconciliação.



Por fim, tudo nestas pequenas férias se resumiu em rever a vida, fazer planos e redescobrir que é mesmo a amizade a melhor parte.

Para fechar as minhas "elucubrações" (citando  a amada Cecília do Quilts são Eternos) vou deixar um tutorial bobinho, com cara de férias rápidas: os clips customizados que usei nas cartas e já andam pela minha agenda e cadernos.

Bobinho mas bonitinho!






Assim...



 

Beijos e até mais!

10 comentários:

  1. Escrever cartas... um papel escrito como forma de recordar nossa humanidade! Que doçura! Uma delicadeza cheia de mimos! Adorei! Um primo do meu pai fez aniversário e como presente gostaria de receber cartas das pessoas q o conheciam e das q não! Carinhosamente ele respondeu todas! Achei tão bonito! Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marisa, como é gostoso receber cartas. Acho que foi um presente bem escolhido, achei lindo! Beijos querida!

      Excluir
  2. Escrever cartas... um papel escrito como forma de recordar nossa humanidade! Que doçura! Uma delicadeza cheia de mimos! Adorei! Um primo do meu pai fez aniversário e como presente gostaria de receber cartas das pessoas q o conheciam e das q não! Carinhosamente ele respondeu todas! Achei tão bonito! Bjos

    ResponderExcluir
  3. Você também gosta de elucubrações, não é, minha linda? Adoro elucubrar!!! Abraço e beijo carinhosos da Cecilia (Quilts são eternos).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro mestra! rsrsrs...beijo carinhoso!

      Excluir
    2. Esqueci-me de completar - AMEI sua postagem!

      Excluir
  4. Que delícia de leitura! Mas o que eu gostei mesmo foi do brinco-de-princesa... fazia tempo que não via..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcia, eu tampouco via faz tempo! Fui num restaurantinho e na frente havia dois pés, fiquei encantada e catei tudo que estava no chão, rsrsrs. Beiji

      Excluir
  5. Andrea você nos levou para um mundo de encantamento com esse seu post!
    Lindo, lindo, lindo! ❤️������

    ResponderExcluir