quarta-feira, 6 de julho de 2011

Presente feito a mão para professora: boneca e figos!


Hoje nós encerramos a disciplina "História, Educação e Modernidade", com a Prof. Dulce Osinski. Foi uma experiência bem instigante pois juntaram-se alunos de diferentes áreas da pós-graduação para discutir estes temas e cada aula era uma aventura...Para celebrar decidimos surpreender a Dulce com um presente bem diferente: uma figueira! Roxa e produzindo...A ideia veio de uma das orientandas da Dulce que a conhece bem e sabe de sua paixão por árvores. Não foi um presente fácil de transportar, diga-se de passagem, pois o pé tinha minha altura, mas é realmente lindo (a foto acima obviamente não é da figueira, mas da minha modesta espadinha-de são-jorge)! Para acompanhar o presente fiz esta boneca, inspirada na figueira...usei os moldes de meu livro Wee Wonderfuls mas incorporei as cores da planta e bordei uma folha de figo no vestido com tecido que imita madeira. Eu achei que ficou fofa mas não pude batizá-la pois nenhum nome parecia bom: Dulce Figo? Flora Figueira? Ou a sugestão do engraçadão do meu marido: Boneca-de-uma-figa?
O bastismo ficará então por conta da querida Dulce.
No cartão um poema que eu adoro, pois faz um paralelo divertido entre árvores e livros - bem sacado, não?

As árvores como os livros têm folhas
e margens lisas ou recortadas,
e capas (isto é copas) e capítulos
de flores e letras de oiro nas lombadas.

E são histórias de reis, histórias de fadas,
as mais fantásticas aventuras,
que se podem ler nas suas páginas
no pecíolo, no limbo, nas nervuras.

As florestas são imensas bibliotecas,
e até há florestas especializadas,
com faias, bétulas e um letreiro
a dizer: «Floresta das zonas temperadas».

É evidente que não podes plantar
no teu quarto, plátanos ou azinheiras.
Para começar a construir uma biblioteca,
basta um vaso de sardinheiras.

Jorge Sousa Braga, Herbário



P.S.: as fotos não estão boas pois o editor de imagens on-line que eu uso sempre, o fácil Picnik, estáva de mau humor hoje...

7 comentários:

  1. Olá,
    kkkk ....Eu ri muito com o nome "boneca-de-uma-figa". Mas ela é muito bonitinha para ser chamada assim. Ficou lindinha demais. Eu ia amar um presente desses (a figueira e a boneca).
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Drika, anotado...mas a boneca dá pra enfiar em uma caixinha e mandar pelo correio, já a figueira... Beijo

    ResponderExcluir
  3. Nossa, "boneca de uma figa" é perfeito ein, adorei, rs...
    Adoro figos,
    que delícia.Maravilhoso presente...
    e o poema então, muito bonito, tenho certeza que ela vai
    se encantar.

    um beijo e excelente semana :)
    Fer

    ResponderExcluir
  4. Dez pontos, na média, para o marido bem humorado. Tomara que ele seja publicitário. Outro dez prá idéia de presentear com uma árvore: estupendo! Prá boneca-de-uma-figa, um doze, pela difamação injusta sofrida. Quem mais poderia ostentar um vestido que imita madeira com uma folhinha bordada?? A perfeição reside mesmo nos detalhes... Amei o post! Bjs, bjs!

    ResponderExcluir
  5. Que lindo poema e a bonequinha então? Acho que ela vai adorar!!
    Parabens querida!
    bjuss,
    jud-artes.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Andréa.
    Belo presente! A bonequinha é uma fofura. Quanto à sugestão de nome dada pelo seu marido, sabe que eu gostei... (rs)
    Um beijo,
    Andréa.

    ResponderExcluir
  7. Adorei o comentário e vim aqui para dizer que coloquei o pircing depois que a Antonella nasceu... ,minha mãe qdo doube ficou chocada, ela dizia : "Tens que te comportar como mãe, usar roupas mais sérias!" caretisse totall.. ahhahahahah beijõess

    ResponderExcluir