segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Cavalo de pau - e de meia...


O blog esta meio devagar, eu sei...mas tenho trabalhado muito nas coisas do Doutorado e nos preparativos para um Bazar que acontecerá na semana que vem. É o Bazar Charneira, que faz parte da Semana Acadêmica de Design da PUC. Pois bem, minha casa anda um caos...parece a casa da Bruxa de Blair, com cabeças de gato, de cavalo e até de alce - tudo de pano, é claro- espalhadas pelas mesas e prateleiras esperando para receber acabamento.
Um dos projetos finalizados, testados e aprovados eu aprendi aqui.
Tudo começa com a bagunça colorida da foto acima: meias, feltros, fitas, fibra e botões...o Benjamin, meu fiel escudeiro de crafts, estava super curioso com a nova invenção da mamãe!
Depois de um pouco de trabalho aí estão os Cavalinhos de Pau,prontinhos para brincar com o povo da Charneira. Eu me apaixonei pela simplicidade deste brinquedo. Vai tentar?



quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Presente Feito a Mão: Boneca Maria Antonieta para uma historiadora




Era uma vez uma menina que tinha um caderninho especial no qual anotava a genealogia dos reis da França, Espanha e Inglaterra como forma de passatempo. Esta menina cresceu e se tornou uma historiadora séria, mas que não tem o menor problema em dizer que ainda gosta de principes e princesas, de reis que curam escrófulas com o toque das mãos e também da cultura popular. Para a menina que ainda mora na historiadora fiz esta Maria Antonieta, mais um projeto feliz retirado do livro Weewonderfuls da Hillary Lang.


Foi inteiramente feito a mão e eu carregava na bolsa para bordar em cada tempinho de espera no banco, na universidade, na casa da sogra, no pediatra...demorou mas ficou pronto. As fotos foram inspiradas no filme da Sofia Coppola com todos aqueles doces e brilhinhos!



Acho que ela gostou.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Feito a mão: organizador de bolsa - com tutorial perfeito



Bora retomar os crafts?
Eu ainda não sei qual é exatamente minha praia em se tratando de artesanato. Sei que meu material é o tecido, que me alegro em bordar e fazer bichos de pano, mas de vez em quando atendo alguns pedidos de coisas bem práticas como acessórios e coisas para casa...e embora nunca fique confiante no início destes projetos quando vejo as coisas tomando forma vou me animando e sempre termino adorando.
Fiz este organizador de bolsas a partir de um tutorial super-bem explicadinho que encontrei no blog de uma moça gentil chamada Leide...é tão bom tutorial em português, não?
Fiquei super insegura ao começar mas a Leide Almeida explicou tão bem os passos que deu pouca margem para erros. Eu mudei só umas coisinhas: aumentei as medidas todas em 10 cm, pois o pedido era para bolsas grandes; coloquei uns lacinhos nas laterais para ter a opção de diminuir o tamanho do organizador e adaptá-lo a bolsas menores; não quiltei a peça como no tutorial e enfeitei a alça com uma correntinha e um pingente de bolsinha que comprei a mil anos e só agora tive a chance de usar.


O resultado foi uma peça bem acabada, útil e com todo potencial para ser um presente que agrada a quase toda mulher.
A ironia? Minha bolsa é um caos: perco as ligações todas pois nunca acho o celular, tem pastilha valda, carrinho Hot Wheels, papelzinho do Visa, gloss, caderninho, tudo misturado...vendo tudo tão arrumadinho na fotografia penso em uma hora tomar vergonha na cara e fazer um organizador pra mim.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Cuidar.



Só uma passadinha rápida para agradecer todo apoio que tenho recebido de tantas pessoas cuidadosas e delicadas, que gastaram de seu tempo para lançar um pensamento compassivo, uma oração, um comentário carinhoso aqui no blog para minha mãe e para mim, nestes dias duros. As notícias são boas: minha mãe saiu da UTI e embora deva continuar no hospital por algum tempo já está mais animada (pediu uns retalhos para fazer fuxico!) e feliz por poder ter a companhia e visitas dos filhos e netos.
A foto é do Benjamin no último domingo e me pareceu apropriada para este post: agora é cuidar com carinho.
Um beijo a todas e todos!
Importa colocar em tudo cuidado. Para isso, urge desenvolver a dimensão de anima, que está em nós. Isso significa: conceder direito de cidadania fundamental à nossa capacidade de sentir o outro; ter compaixão com todos os seres que sofrem, humanos ou não-humanos; obedecer mais à lógica do coração, da cordialidade e da gentileza do que à lógica da conquista e do uso utilitário das coisas. Leonardo Boff