quinta-feira, 28 de abril de 2011

Transformando um bad hair day em um dia de princesa: vale a pena ver de novo?


Imagens: Helena Ganzert

Já que o negócio é nos empapuçarmos de princesices nestes dias eu republico um antigo post sobre cabelo em dia ruim, coroa e princesas:

Um dia desses minha filha estava num humor horrível pois não conseguia arrumar o cabelo (você já foi adolescente e sabe como isso pode ser sério!). Então fiz, meio de brincadeira, uma pequena coroa com um retalho, entretela termocolante e rendinhas e colei em uma tiara velha. Ficou engraçado pois é meio rústico e desfiado, mas com ares de realeza. Ela adorou e saiu toda cheia de nobreza com sua coroa de trapos por aí. "E assim a bela mocinha tornou-se princesa e todos viveram felizes para sempre..."

domingo, 24 de abril de 2011

Feliz Páscoa Craft







A Páscoa deste ano aqui em casa teve a ajuda das seguintes craftrs, com suas idéias geniais: Palito cora-coelho foi ideia da Ma Cola do Colacorelinha, os coaster aprendi a fazer na Casa al Mare, as bolachinhas de Ovomaltine eu vi no Quilts são Eternos (receita da Ana Vergara) e o coelhinho "Simple-simple" aprendi no Faboolous!
O único presente que não fiz neste ano foram os deliciosos cupcakes, que comprei de minha amiga Elisa Sebrão da Party Cakes!
Missão Páscoa cumprida! Felicidades para todos!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Dois dias, 90 bonecos de pano feitos a mão....


Como é possível fazer 90 bonecos de inspiração Waldorf em apenas dois dias? Junte 90 professoras de creches públicas, divida-as em três turmas e ensine um jeito de costurar um boneco com carinho. Esta foi minha tarefa neste começo da semana. Confesso que foi bem difícil, principalmente com a primeira turma, mas no dia seguinte chamei reforços: minha irmã Sônia, costureira de mão cheia foi me ajudar e aí foi só alegria...pena que eu esteja sem máquina fotográfica, então não registrei o momento, que foi organizado pelo pessoal do Departamento de Educação Infantil da Secretaria de Educação, que me chamou para ajudar nesta tentativa de resposta às demandas de alguns profissionais de saúde que que insistem em tentar proibir os brinquedos de pano nas creches e berçarios públicos em nome da higiene. Pense bem, : quem já viu um bebezinho dormir abraçado a um pedaço de plástico? Assim, a ideia é ensinar as professoras para que elas ensinem aos pais e cada criança tenha seu boneco de pano na creche, um boneco para brincar, abraçar e ...lavar! Bonequeiros em ação!



Imagens: http://sillygillykids.blogspot.com/2008_07_01_archive.html
roseredbrooklyn.blogspot.com

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Feliz Páscoa Vestiba!


Esta foto é só para reforçar a tese que já defendi aqui no post do Neurônio de Pelúcia : "Hay que ser nerd pero sin perder lá ternura jamas" . A turma do terceirão de minha filha Helena está sempre tentando deixar a pressão do vestibular que se aproxima mais leve: decoraram a sala de aula no Carnaval, fazem "lanchinho coletivo", levam chazinho na térmica para tomarem juntos. Então ela me pediu um enfeite de Páscoa para pôr na sala. Fiz, às pressas, umas guirlandas bem simples de coelhinho que vi aqui e eles colocaram na porta, na mesa do professor e sobre o quadro negro. Com a programação da semana que vem que aparece na foto, debaixo dos singelos coelhinhos, fica até difícil dizer: Bom feriadão e Feliz Páscoa...mas Keep calm, a gente sobrevive a isso, viu?

domingo, 10 de abril de 2011

Extremos: maternidade é esporte radical


Não salto de paraquedas, não escalo montanhas, não faço mergulho...mas tenho um filho de 1 ano, uma de 18 e uma de 17. É radical. E neste mundo louco é o que me basta para viver com o coração na boca.
E eles estão, cada um a seu modo, caindo no mundo.
Mês passado a mais velha começou em seu primeiro emprego e lembrei de como é esta fase: sai da faculdade, pega ônibus lotado, chega correndo no trabalho, almoça às pressas...ela tem feito as refeições no trabalho e chegou chateada dizendo que é deprimente comer com um talher de plástico que nem dá conta de cortar os alimentos.
O mais novo iniciou na creche (sim, eu falo creche em respeito à conquista das mulheres da década de 60- não é escolinha, é creche). E depois de uma semana de adaptação para todos nós (principalmente para o pai) está feliz da vida com a nova aventura.
Para atender necessidades tão diferentes e dar um "toque de mãe" no dia deles fiz para a Laura um porta-talheres, charmoso e feminino, que ela pode carregar na bolsa. Assim dá pra encarar o "marmitão" com um pouco de glamour!


Para o Benji fiz um saco para roupa suja, forrei com tecido que plastifiquei em casa a partir deste tutorial do Superziper. Usei sobras de tecido do seu acolchoado de estimação, que eu fiz para ele !

Bordei um varal, no qual coloquei as roupinhas de feltro - com cueca amarela e tudo!

Enquanto isso...a filha do meio, Helena, vive o purgatório do terceirão - ai,ai...


Cantarolei esta música a cada gravidez, mesmo sem entender a letra e agora reafirmo minha profissão de fé como mãe, com o bom e velho Simple Red:

"You know I'd do most anything you want
Everyday I, I try to give you everything you need
We'll always be there for you
I don't believe in many things
But in you I do"

Você sabe que eu faria quase qualquer coisa que você queira.
Todos os dias eu tento te dar tudo o que você precisa,
Eu sempre estarei lá por você...
Eu não acredito em muitas coisas
Mas em você... eu acredito.