segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Selando amizades!

A Paula, do divertido blog Atoron, me deu este selo.



Achei tão bonito! "A regra é clara": para merecê-lo preciso encaminhar o selo para outros 15 blogs e responder ao meme abaixo. Então vamos lá:

Nome: Andréa
Uma música: No momento? Mantra, do Nando Reis (até meu bebê de um ano já canta de tanto que escuto)
Humor: Depende da época do mês, se é que me entendem...
Cor: Vermelho, desde criancinha
Estação: Primavera, mesmo com asma!
Como prefere viajar: Com pouca bagagem
Seriado: Medium, The Big Bang Teory, e -ainda e para sempre- Friends!
Frase ou palavra dita por você: Benji, mamãe tá indo!
O que achou do selo: Super bom gosto :)

Obrigada Paula!!

Volta às aulas: Penal feito a mão


O clima de volta às aulas se instaurou: fui ontem à Livraria Curitiba e não tinha nada no lugar de costume, tudo para dar espaço ao monte de material escolar tentadoramente exposto em pilhas coloridas. Eu a-do-ro material de papelaria mas o agito e o caos que estavam ontem com a criançada pilhada com suas listas de material foram demais para mim...Mesmo assim, depois de ser atropelada por um loirinho de 1 metro e dez em alta velocidade, acabei encontrando um livro maravilhoso sobre kokeshis (depois eu mostro aqui) e aprendi que devo carregar cartões da "Casaca da Cigarra" na bolsa, pois havia um casal procurando uma bolsinha para sua filha levar as coisas de higiene que não tivesse princesas e brilhos excessivos - nada acharam.
Mas indo ao assunto principal deste post, aproveitei a inspiração que veio do caos e usei o resto da tarde de domingo para fazer um penal, ou estojo para lápis, usando uns tecidos bem neutrais que a Sílvia trouxe do Canadá e uns retalhos verdes que eu tinha por aqui. Confesso que não botei fé nas cores, pois minhas escolhas seriam habitualmente mais vibrantes, mas adorei o resultado final.
Segui o tutorial do Studio Little Big Girls, mas coloquei o ziper do meu jeito. Agora me empolguei e quero aproveitar muitos retalhos fazendo mais destes. Boa semana!

domingo, 23 de janeiro de 2011

Presente feito a Mão para amiga prendada: porta tesourinha de bordar e "scisor fob"


A minha cunhada Tati é uma moça prendada. Ela é criadora da Manufatura Lhama, que faz umas bolsas de couro lindas que podem ser vistas na Feirinha do Largo da Ordem, aqui em Curitiba.
Como soube que ela estava precisando de uma tesoura pequena para cortar seus apliques resolvi presenteá-la com esta tesourinha de garça e fiz, para acompanhar, um porta tesoura e um chaveirinho de tesoura, ou "scisor fob", como queiram.

Mas uma vez me inspirei no livro Sew Necessary de Nancy Halvorsen, mas adaptei ao meu jeito.
No porta tesoura eu fiz os apliques de flor colando as flores de tecido sobre feltro com papel termocolante e depois recortando para aplicar e enfeitar com botões.

No chaveiro apliquei a flor com o papel termocolante diretamente sobre a peça e bordei com ponto caseado. se ela achar ruim trabalhar com algo pendurado na tesoura pode retirar o chaveiro e prendê-lo no porta tesoura pois ele se presta tranquilamente à função de agulheiro.

É um presente relativamente rápido e fácil de fazer e na próxima vez farei um tutorial para compartilhar com quem tem amigas prendadas para presentear (e quem não tem?).

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Carregando a marmita com estilo: Lunchbag ou "saco de lanche" em tecido



A Wind Zackie, que é leitora aqui do blog, certa vez comentou que eu deveria bolar um porta-marmitas. Amei a idéia, até porque uma vez carreguei meu marmitão em uma sacolinha de papel (destas que a gente guarda quando compra algo em uma loja chique e usa para carregar as coisas "proletárias" :) e o meu Yakissoba vegetariano vazou: resultado? A sacola rasgou no fundo e quando desci do ônibus a marmita se estatelou no chão respingando shoyu por toda a minha calça. Fiquei tão envergonhada que continuiei andando segurando só as alças da sacola, com a minha cara mais blasé e não parei para juntar a marmita, enquanto a galera do terminal de ônibus morria de rir da cena patética.
Enfim, toda esta história "triste" (tá é engraçada, mas no dia foi triste, pois trabalhei toda melecada, fiquei sem almoço e com o ego no chão)é só para explicar porque fiz este "saco para lanches". Vi o modelo no site Desingn Sponge numa versão em tecido (parece nos Estados Unidos é comum levar lanche em sacos de papel) e fiz o meu, que ficou bem fofo pois o tecido é uma graça. Forrei com plástico para deixá-lo à prova de yakissoba.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Calendário 2011: o ano finalmente começou





Ufa! Depois de um festerê emendado (Natal + Ano Novo + aniversário Benjamin) finalmente tive esta semana a sensação de volta à normalidade (ao menos parcial, pois ainda falta o resultado da Federal, que sai amanhã, então minha filha mais velha está semi-histérica).
Para comemorar pus em dia uma tarefa que eu andava louca para começar - e terminar: customizei o calendário que eu havia ganhado da Daniele Sinhorelli do Bananacraft. Usei alguns dos aviamentos que vieram no envelope junto ao fofo calendário com tema de costura, mas a maior parte da "obra" fiz com um papel de scrapbook que comprei por achar que combinava com o calendário e com as coisas que eu mais desejo aprimorar em 2011: meu jeito de bordar e escrever (entre outras 259 milhões de coisas). O papel combina lições de caligrafia com pontos de bordado, além de maçãs, estrelas e outros desehos bonitinhos.
Para prender o calendário fiz duas alças com as fitas personalizadas do Bananacraft e usei uma agulha de tricô, que já usei para prender alguns panôs de Páscoa.
No texto "Craft 2011" colei coisas que me lembam da Dani: o macaquinho super amistoso abraçado com o cãozinho (que estava colado no envelope do calendário) e dois lacinhos com bolinhas vermelhas.
Agora só me falta uma agenda para o ano começar de vez.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Aniversário de 1 ano: Bem vindos ao "Circo do Benjamin"


Enfim, chegou o dia da festa! Dizem que o melhor da festa é esperar por ela e só concordo em parte, pois os preparativos foram uma delícia, mas a festa em sí, com todos os nossos queridos reunidos para celebrarmos o Benjamin, foi realmente muito gostosa!
Achei que ficou com cara de festa de criança de outras épocas, pelas cores:vermelho-azul-amarelo, pelo tema, pelas formas...
Enfeitei a mesa com uma toalha de pano listrada, feita por mim. Ao redor coloquei bandeirolas redondas nas cores da festa, que fiz com metade de um círculo de tecido costurado em um viés.
No centro da mesa a caixa do bolo - um hit dos anos 80! Dentro o "Bolo de coco gelado embrulhadinho", que fiz dois dias antes da festa.


>O topo da caixa foi a grande atração da mesa: um circo de feltro feito todo a mão e com carinho pela talentosa Vanessa Biali. O aniversariante amou tanto o bolo que vou transformá-lo em um móbile para decorar o quarto.



Ao lado num suporte comprado em uma loja de 1,99, os mini muffins de Nutella (pois criança curte mesmo é bolo de chocolate), um deles com as velinhas, nos demais, estrelinhas de papel pacientemente recortadas por minha filha Laura,
No mais, gelatina, brigadeiro, cachorro-quente, cajuzinho e olho de sogra.


Ao lado da mesa principal colocamos uma mesinha para os doces de circo: Algodão- Doce e Maçã do Amor, enfeitados pelos chapeuzinhos feitos com cones forrados de tecido e por alguns potinhos de papinha com jujubas.


Na mesa das lembrancinhas os cones e potinhos de balas do Circo do Benjamin, que já mostrei aqui no blog.



Nas portas dos banheiros as plaquinhas que pedi para a Dani Sinhorelli e que ficaram uma graça: Camarim dos Palhaços e Camarim das Palhaças. As toalhinhas de mão dos banheiros tinham no barrado uma tira com os tecidos de bolinhas que enfeitaram a festa.


Nada de painéis, nem de quilos de isopor, só um barbante com letras e as fotos do aniversariante anunciando quem era o dono do circo. Bexigas amarradas por toda a parte e bandeirolas de tecido deram o colorido que faltava.


Agora, o enfeite mais bonito da festa foram as pessoas gentis, amigas e animadas que circularam de nariz de palhaço para lá e para cá, enchendo o salão de alegria.




Nosso menino ficou feliz o tempo todo, cantou parabéns, brincou muito e no fim da festa caiu de canseira no colo de uma das avós.
Sem ter sido muito cara, a festa, como o Benjamin, ficou "a nossa cara".

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Aniversário de 1 ano: Festa do Circo - A roupa do aniversariante





De todas as minhas "viagens" com esta festinha a que mais me divertiu foi preparar a roupa que o Benji vai usar no dia. Na verdade é só um body velho todo branco que ele já tinha, mas usei retalhos e papel termocolante para desenhar gravata, botões e suspensório. Depois de aplicar as figuras eu costurei à máquina. Aproveitamos que ele ficou fofinho e fizemos as fotos que vão para o monóculo que será dado de lembrança. A fotografa foi minha filha Helena e eu e minha outra filha, a Laura, fomos as "produtoras" da foto - leia-se: forramos o sofá com a chita de bolinhas e ficamos fazendo micagens para distrair o palhacinho durante fotos.

Aniversário de 1 ano - Festa do Circo : as lembrancinhas




Fiz estes cones de tecido, inspirada nos cones lindos que a Holly do Chez Beeper Bebe faz. Eu amo as coisas que ela cria e como ela vende estes cones, escrevi para ela e perguntei se podia reproduzir para a festa do Benjamin. Holly não só autorizou como foi super gentil, deu dicas e pediu fotos. Os cones são também chapeuzinhos bem vintage e vão decorar a mesa. Dentro coloquei umas bobeiras de 1,99 e um monóculo - destes que a gente comprava do palhaço fotógrafo nos circos de minha infância- com uma foto do Benjamin. Completei com uns vidros de papinha recheados por bala de goma e com um adesivo do Circo do Benjamin, que a Dani Sinhorelli fez para a gente. Gostei do colorido e da simplicidade e não foi nada caro.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Aniversário de 1 ano - Festa do circo: os convites



O convite é parte importante da festa. Ele consegue dar uma palhinha do que vai ser "a vibe" da festa e conheço muita gente que guarda o convite como lembrança.
Quando vi os convites em forma de bilhetes de entrada do blog da Armelle fiquei apaixonada. Mas não sou boa assim com a parter gráfica em computador. Pedi então dicas para a Dani Sinhorelli e ela deu de presente para o Benji todas as coisas de imprimir que usarei na festa. Presentão!!
Para o convite eu enviei o texto, ela deu uma mexida e colocou no formato de ingresso. Imprimimos em casa, cortamos e enviamos pelo correio para todos os convidados.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Aniversário de 1 ano: O Planejado e o imponderável



Adoro fazer planejamento...não que eu não aprecie o improviso, mas é mais fácil improvisar quando se tem um mínimo de organização. Para a festa iniciamos com a lista de convidados, depois pesquisamos as proporções de doces, salgados e bebidas por pessoa (aqui) e então dividimos as etapas da festa por área: Comidas, bebidas, embalagens, lembrancinhas...Para isso meu marido fez uma espécie de Mapa Mental, (que ilustra este post)algo que usamos para quase tudo - estudo, tarefas da casa, planejamento financeiro e mais.
Mapeado o que seria necessário fizemos um plano de próximas ações (estamos aprendendo a metodologia do GTD do David Allen) e saímos para comprar as coisas em casas de embalagem e festa.
Mas, na prática as coisas podem ser mais complicadas: entrei numa distribuidora de doces com a minha filha mais velha, a Laura, e com o Benjamin e passamos pelo maior sufoco: um assalto com três bandidos armados que renderam clientes e funcionários. Nesta hora estávamos bem no fundo da loja e foi difícil manter o sangue frio. Protegi o Benji, que dormia em seu carrinho, atrás de uma pilha de latas e pacotes e mandei a Laura se esconder no estoque, fiquei ali rezando para tudo acabar bem e para meu marido, que estava em outra loja, não chegar antes de tudo ter terminado. Felizmente ninguém ficou ferido e fora uma crise de asma que tive depois do susto estamos bem. Claro que as compras só foram concluídas em outro dia.
É isso, vamos continuar planejando mesmo sabendo que "Navegar é preciso, viver não é preciso..."

domingo, 2 de janeiro de 2011

Aniversário de 1 ano do Benjamin - Escolhendo o tema


As festas de fim de ano acabaram, mas aqui em casa o clima festeiro se estenderá mais um pouquinho: é que o Benjamin fará 1 ano e vamos celebrar no próximo domingo.
Sou totalmente adepta de festa em casa, mas o "tamanho ovo" de meu ap. - parafraseando a Belcris - nos levou a alugar um salão de festa no bairro de minha mãe.
Venho pensando na festinha já há meses, pois é uma delícia preparar festa de criança e fiquei dividida na escolha do tema, mas a internet me ajudou a decidir quando a Dani Sinhorelli, que preparava o primeiro aniversário do Enrico, começou a publicar no Bananacraft uma série de sugestões de festas.
Foi aí que cai de amores pela Festa do Circo mostrada no blog Armelle, e vou "pagar pau" sim para ela, pois me inspirei muito nas suas ideias.
Há uma crença popular de que o primeiro aniversário com tema de circo é auspicioso para a criança e como boa sorte faz toda a diferença achei que valia a pena acreditar ;)
Os maiores problemas com o tema, para mim, são dois:
1- É um tema facinho de descambar para o brega...é sério, se você der uma circuladinha nas imagens de festa de circo na internet vai entender o que estou dizendo. É que é tanta cor e alegria que às vezes se perde a mão e a festa fica meio bizarra.
2 - Aqui em casa somos vegetarianos e temos horror aos maus-tratos com animais em qualquer instância. Mas, como fazer uma festa de circo sem personagens fofos como elefantinhos, focas, cavalos? E como não transformar a festa de um ano em um palanque panfletário "econeura" e acabar com a magia infantil? Bem, nos vamos tentar usar a festa para divulgar a causa do Circo sem Animais, mas ao mesmo tempo teremos no bolo um circo de feltro com vários personagens animais - afinal, não há ursinhos em cabanas, porquinhos arquitetos, cigarras e formigas falantes em todo imaginário das histórias infantis?
Enfim, você é meu convidado para acompanhar, nesta nova série de postagens, a saga de nossa animada festinha handmade.